Fragmentos

Escrito por Lilian Evangelista

Hoje tudo se espera, tudo se cria!

Meus filhos já foram para a escola, e a agitação da manhã se dissolveu em um perfeito silêncio.

Apenas a movimentação da vida lá fora continua e não se permite parar.

Clique AQUI para ler o texto na íntegra

 

As duas flores!

Escrito por Lilian Evangelista

Era uma vez duas flores, uma branca e outra vermelha.

Eram únicas, não existiam outras iguais a elas, apesar de viverem em um imenso jardim.

Clique AQUI para ler o texto na íntegra

 

O meu recado pra você Imprimir E-mail
Seg, 19 de Novembro de 2012 00:00
Nota da Autora 1:
Aumentei o volume do som. Li textos diversos. Pensei em  você e chamei na inspiração.

Eu comecei o feriado de um jeito e terminei de outro. Na verdade eu entrei na balada de uma forma, e sai de outra totalmente diferente. Mas não digo isso pelo estilo de música que tocou. Funk. É isso mesmo, fui numa balada de funk. E não me chame de pervertida por isso. Alias vocês precisam deixar de ser preconceituosos. Não é porque uma pessoa vai no funk, que ela é vulgar, maloqueira ou não presta. Lá tem pessoas legais e divertidas. Boas e ruins, como qualquer outro lugar. Eu até admiro as pessoas que se auto definem como "funkeiras". São corajosas por assumirem. Antes um funkeiro(a) assumido, do que um lobo em pele de cordeiro - a falsidade é algo que me incomoda fortemente.
Aqui e agora eu vim deixar o meu recado para você. Tem que ser muito tonto para fingir não ver, ou pior ainda para recusar. Mesmo na balada eu fiquei esperando que seu olhar encontrasse o meu. Não encontrou. Fiquei esperando que sua pele tocasse na minha. Não tocou. Esperei que me chamasse para dançar, não chamou. Esperei que falasse, que piscasse, ou mesmo percebesse que eu estava lá. Também não percebeu. Não falou, não tocou, não beijou.


Eu fiquei meio assim, sei lá, passional por dentro. O som tocando alto, os caras me flertando e o seu interesse pela minha amiga. Essas coisas ainda não seriam o suficiente para me afastarem de você. Dizem que quando o cupido acerta a gente, não tem jeito. Pois a flecha é certeira. Antes mesmo dessa balada, eu ainda mantinha uma chama de esperança acesa, sei lá para que, ou por qual motivo. Quando você me mandava mensagem, isso significava que você pensava em mim, não é? Só que não.
De volta ao dia da balada, você não falou, não tocou, não beijou. Acho que até demorou muito para a ficha cair. No fundo eu queria deixar o cupido acertar a flecha. Porque acho que temos algo em comum, acho que eu poderia ser boa para você. Acho que você podia me completar de algum jeito. Achei. E eu disse bem o verbo está no passado, não acho mais. Bebi um gole de um álcool qualquer, e antes que essa bebida fizesse efeito, um cara sorriu para mim, eu ainda o neguei. Ainda estava pensando em você. Eu disse bem estava. Agora a ficha caiu. "Quando um cara está afim de você ele demonstra", é o que diz a minha mãe. E eu sou bem grandinha e feminista o suficiente para saber que isso é verdade.
Procurei seu olhar mais uma vez. Estava olhando para a minha amiga. Querendo a minha amiga. Outra golada de uma bebida qualquer. Estava forte, me arrepiei e fiz caretas. Te olhei pela última vez e dei de ombros. Você não me conhece o suficiente para saber isso, mas quando eu abro mão de uma pessoa é para sempre.
Fui no banheiro. Lavei o rosto, arrumei o cabelo, sorri para o espelho. "Ai que dó o que, eu quero ver você sofrer", foi o que cantarolei.
De volta a pista de dança. Música alta, luzes piscando. Uma jogada no cabelo, uma golada de outra bebida qualquer. Reparei que estava sorrindo. Tinha um cara olhando para mim, e antes que eu pudesse pensar em você de novo, resolvi retribuir o olhar, a dança, a cantada. Chegou junto, perguntou meu nome, me tirou para dançar. "Quando um cara está afim de você ele demonstra". Pensei eu.
Você não tocou, não falou, não beijou. Dei de ombros, não precisa mais. Pode subir o volume da música. Uma jogada no cabelo, um gole numa bebida qualquer. Tem um cara sorrindo para mim. Acho que vou retribuir...

Regine Wilstom

regine_wilstom@hotma il.com

Clique AQUI para ler alguns dos  poemas do VADO

Clique AQUI para ler  textos do VADO

Cliquei AQUI para ler textos de outros autores

 
 

Livro: Refletir... e Viver" Clique na imagem para comprar

Compre Livros, DVD´s, Informática e muito mais!

Escolha a loja abaixo e clique na imagem

 

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.