Ou você é amigo, ou não é
Escrito por Regine Wilstom

Sabe aquele papo de primeiro amor? Então, trazendo isso para amizade eu a tenho como uma "primeira melhor amiga" pois foi com ela que eu aprendi, senti e vivenciei pela primeira vez o que significavam essas palavras.

Clique AQUI para ler o texto na íntegra

 

 

Tudo é caminho!

Escrito por Lilian Evangelista

Tudo é caminho!

Quanto à buscar-se:

Se sentir triste é caminho como também estar alegre é caminho!

Renunciar-se é caminho!

Clique AQUI para ler o texto na íntegra

 

Visitas de alguém Imprimir E-mail
Dom, 04 de Novembro de 2012 00:00

 

Nota da Autora: Começava a escrever meu texto corrido "Os ventos de novembro", quando um turbilhão de sentimentos e palavras me atropelaram. Inspirada na música "Sobra tanta falta" do Teatro Mágico, lhes ofereço os meus versos em palavras...

 

- Oras, alguém bate na porta. Quem será? (Ainda bem que fechei a janela)

- Eu que venho com os novos ventos.

- E esse eu que nome tem?

- Novembro. Devo entrar?

- Mas é claro seja bem vindo. Mas que belo você está. Quão intenso é o sol de onde veio.

(Espere um minuto, mais alguém bate na porta)

- Mas e agora quem será? Quem é você?

- Eu que moro na sua mente.

- E esse eu que nome tem?

- Me chamam de sonho. Devo entrar?

- Pois sim, fique a vontade. Novembro acabou de chegar.

- Eu sei, foi ela quem me chamou.

- Então meus caros, a que devo essa visita? Só esperava por você á noite Sonho. A vida anda tão corrida, desculpa Novembro. Nem vi você chegar.

- Percebemos isso menina. Viemos obedecer regras de quem está lá em cima.

- Fiz algo errado? É que meu coração anda tão desanimado.

- Também sabemos disso. Outro dia encontramos com o amor e a dor. Disseram que passaram por aqui.

- É verdade. Muitos sentimentos tem me visitado. Mas pouco tenho conversado. Na verdade tenho deixado a porta fechada, não quero receber visitas de ninguém.

- Isso é impossível. Não se pode fechar a porta para os sonhos.

- Nem para os meses que passam.

(Alguém bate na porta).

- Meu Deus. E agora quem será?

- Não acredito, você por aqui. Por favor entre.

- Estranho ela não perguntou quem é. (observou Novembro)

Essa aí todo mundo conhece. (afirmou o Sonho)

- Olá fé.

- Oi Novembro, oi Sonho. O que fazem aqui? Estou vendo que não sou o único a visitar essa menina hoje.

- Exatamente. Cada um tem aquilo que atrai. Chamemos isso de visita coletiva.

- Vocês querem sentar?

- Imagina. Já somos de casa. (responde a Fé)

- Eu também estou com ela sempre. (grita o Sonho)

- Eu sou novo, mas trago as novidades (resmunga Novembro)

- Tudo bem, qual é o recado afinal?

- Queremos te tirar dessa rotina banal. São outros ventos, outros tempos. Tem até uma nova aurora. Pessoas, novidades e amores esperam por você lá fora. (conta Novembro com alegria)

Sonho olha para a menina que parece não acreditar - É verdade (ele grita). Você passou a vida inteira repetindo os versos "de sonhar ninguém se cansa", mas por que não acredita em mim? Por que me olha com olhos de desdém?

- Me desculpa Senhor Sonho. É que tem tanta coisa errada nesse mundo, tanta pobreza, tristeza, desilusão. Que ás vezes me canso de so...

- Nem mais uma palavra (ordena a fé). Isso está mais sério do que eu imaginava. Acho que vamos precisar de um reforço.

( E novamente alguém bate na porta)

- Deixa que eu abro. (se adianta o Sonho). Finalmente você chegou. Todos nós esperávamos por você. Achamos que você é o único sentimento capaz de mudar a vida dessa menina da noite para o dia.

- Licença, desculpa incomodar o papo de vocês (disse a menina), mas e esse aí quem é?

- Não reconhece? (brinca a fé)

- Olhe bem. Você o conhece de vista. Mas nunca foram devidamente apresentados. Esperamos o ano inteiro, para te apresentá-lo. (comenta animado novembro)

- Eu sou quem você sempre desejou. Eu sou quem você sempre quis. Foi no meu nome que você espalhou bons sentimentos. Foi por mim que você se dedicou ao trabalho e a faculdade que você tanto gosta. Sou eu que te proporciona as amizades que você julga essenciais. Sou eu que moro dentro da sua casa. Sou eu que divido espaço na sua mente e no seu coração com o Senhor Sonho.

- Já sabe quem é? (pergunta a fé)

Então a menina correu com os braços abertos e lágrimas escorriam dos seus olhos quando falou:

- Esperei tanto por você Amor.

.

 

Regine Wilstom

regine_wilstom@hotma il.com

Clique AQUI para ler textos de outros escritores

Clique AQUI para ler textos do VADO

 
 

Livro: Refletir... e Viver" Clique na imagem para comprar

Compre Livros, DVD´s, Informática e muito mais!

Escolha a loja abaixo e clique na imagem

 

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.