As duas flores!

Escrito por Lilian Evangelista

Era uma vez duas flores, uma branca e outra vermelha.

Eram únicas, não existiam outras iguais a elas, apesar de viverem em um imenso jardim.

Clique AQUI para ler o texto na íntegra

 

Entre Lírios!

Escrito por Lilian Evangelista

Não tenho certezas.

Elas não me foram dadas como dom em meu nascimento.

Como aquela história dos contos de fadas, em que a crianças recebe os dons e quando a última fada vai dar o seu presente vem a bruxa malvada...

Clique AQUI para ler o texto na íntegra

 

TEMPO PARA DEUS Imprimir E-mail
Escrito por Michele Evangelista   
Sex, 03 de Agosto de 2012 00:00

 

Nesses últimos dias algumas pessoas têm me perguntado quanto tempo quero dedicar a Deus. Para mim essa pergunta é no mínimo engraçada. Já que, partindo desse pressuposto em separar um tanto de horas para Deus, automaticamente me leva a crer que existe um tempo para o sagrado e o outro para o profano.

Disso, meus caros, eu já me libertei. Tudo em minha vida é sagrado, pois Deus está comigo a cada minuto da minha vida.

Quando certa vez há alguns anos, caminhávamos eu e Deus no corredor da faculdade e de repente ele me deu um cutucão e me deu sinal para olhar um rapaz e me disse: “Esse é o cara!” Eu olhei para o moço de camisa xadrez e cavanhaque e dei de ombros, caçoando de Deus, pois eu nem conhecia aquele cara, como poderia ser “ele”? No entanto, hoje estou casada com “aquele cara” e quando cuido dele, fazendo seu almoço e passando suas camisas xadrez é como se cuidasse de Deus e a ele me dedicasse.

Quando visito minha mãe e ela faz de tudo pra me agradar, corre pra fazer um café, ou insiste que eu almoce lá, Deus me olha e me incentiva a aceitar, mesmo que eu já tenha comido em casa. É uma forma de deixar que minha mãe cuide de mim e se sinta feliz naquele momento. É como se eu fizesse um agrado a Deus com esse gesto.

Quando fico  uma tarde inteira de domingo conversando com minha sobrinha de oito anos, discorrendo sobre o complexo emaranhado de versões dos contos de fadas, sobre a existência das sereias e sobre o mito da criação do girassol e de repente, a garotinha vira para mim e diz: “Espera! Mas o que está certo? O mito grego de que o sol é o carro de Apolo e gira em torno da terra ou o que eu aprendi na escola sobre o movimento de rotação e translação?” De boca aberta e sem palavras olho para Deus e o vejo rolando de rir da minha cara.

Deus sempre está comigo e eu sempre estou com ele. A gente é como unha e carne. Quando escrevo minhas histórias é sobre ele que escrevo. Quando dou minhas aulas é sobre ele que falo. Poderia dizer que já dedico vinte quatro horas do meu dia a Deus, pois até quando durmo é com ele que sonho.

Então, o que mais poderia responder de quanto tempo quero dedicar a Deus?

A ideia de que preciso separar o sagrado e o profano já está superado em minha vida. Para mim, tudo em minha vida é sagrado. Respeito àqueles que ainda precisam colocar uma linha limítrofe que separe as duas coisas. Essa linha serve de referência e norte para conduzir as suas vidas. Mas, só peço que não queiram impôr esse limite a mim respeitando a liberdade do meu olhar. Mesmo que vocês olhem o invisível e não vejam nada, permitam que eu olhe o mesmo invisível e veja Deus sorrindo para mim.

.

 

Michele Evangelista

Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Clique AQUI para ler textos de outros escritores

Clique AQUI para ler textos do VADO

 
 

Livro: Refletir... e Viver" Clique na imagem para comprar

Compre Livros, DVD´s, Informática e muito mais!

Escolha a loja abaixo e clique na imagem

 

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.